Minha Tara, Se Aceitando Corno.

Olá boa tarde vamos continuar então, para quem não sabe quem sou leiam o conto Minha Tara, o inicio.

Quando descemos ela estava outra, estava mais desinibida mais confiante e mais alegre fomos todos para a praia, muitos estavam indo embora por ser domingo porem eu iria somente à noite para evitar transito e na praia alguns resolveram ir para ilha outros ficaram no calçadão mesmo bem fomos então três casais mais o Rafa chegamos lá já às 13 horas ficamos papeando a por duas vezes Rafa e Beatriz foram à agua sozinhos riam muito conversavam mais não davam bandeira de nada num determinado momento Alex ficou perto deles na agua brincou um pouco riram porem como ele estava acompanhado não demorou e voltou para a areia para ficar ao lado da namorada, quando ela saiu da agua comentou comigo que havia uma trilha que levava a outra praia e me chamou para ir claro que aceitei e ela convidou o Rafa, quando entramos na trilha e nos afastamos das pessoas começamos os amassos, ela completamente sóbria era agarrada por nós dois que tocávamos seu corpo todo beijando e tocando cada centímetro dela e ela retribuía cada vez mais, paramos por varias vezes e ao chegar na prainha deserta fizemos um sexo delicioso demais dentro da agua porem o mais gostoso ocorreu depois porque num dado momento ela estava sendo ensanduichada por nós dois e o Rafa enrolou seu cabelo nas suas mãos puxando sua cabeça para trás em seguida forçou para baixo fazendo-a chupar ambos e quando ela olhou para cima ele desferiu um tapa nela que encheu todos de tesão, inclusive ela, ela soltou um ?uiiii? que me levou a lua e ele deu outro tapa em seu rosto falando, ?chupa cachorra gostosaí, gozamos enchendo seu rostinho lindo de porra quente levando os três a loucura, na volta para casa já tarde da noite quando pegamos estrada Rafa veio de carona conosco e eu fiquei de motorista porque os dois foram a viagem toda se pegando no banco de trás e a pegada era forte com xingamentos tapas na bunda no rosto ela estava adorando aquilo estava percebendo o quanto um sexo forte, sem agressão é claro, mais forte dava prazer a ela e isso se tornou rotina nossa, o tempo foi passando saímos duas vezes com o Rafa porem uma sem rolar nada por falta de oportunidade que por falta de vontade e a cada dia o Alex se aproximava mais de mim já estávamos amigos e praticamente seis meses depois numa festa na praça do bairro, festa junina, rolou algo, numa sexta-feira Alex nos acompanhou na festa a noite toda rimos muito e na hora de imos embora ele tentou beija-la quando eu estava longe, ela não deixou mais comentou comigo nós já tínhamos muita intimidade e perguntei o que ela queria e ela disse que não queria nada então deixei quieto porem no sábado ele nos acompanhou de novo, ficamos bebendo um vinho e ela um pouco soltinha ria muito quando já de madrugada estávamos indo embora por uma rua pouco movimentada ela me agarrou e começamos um amasso na frente dele, a puxei contra a parede e ele foi se aproximando eu a beijava e deixava a mostra a sua lingerie para ele que nada fazia só olhava de perto até que ela do nada se virou e disse, ?mô sabia que ele tentou me agarrar ontem?, ele completamente sem graça não sabia o que falar ou fazer e ela do nada agarrou ele e deu um beijo delicioso, ele no inicio estava sem graça porem foi se soltando conforme minha passividade eles ficaram uns 10 minutos se agarrando na rua Alex se empolgou e mãos rolaram no corpo todo de Beatriz porem ficou nisso somente, fomos embora e após deixa-la em casa ele meio sem graça me pediu desculpas eu ri e disse que tudo bem, na semana seguinte eu estava só em casa durante o final de semana e estava tudo planejado dela ir pra lá após a festa da praça, a festa estava animada tinha varias amigas nossas lá alguns casais outros solteiros estávamos bebendo vinho devido ao frio e do nada quem chega, Rafa e Alex ambos juntos e sozinhos sem as namoradas tive certeza ali que fora combinado entre eles apesar deles negarem até hoje, como já tinha matado uma garrafa ela não recusou a segunda e já por volta de uma da manhã comentei que iria embora sob protestos dela e deles, suas amigas já tinham ido e ela do nada fala assim ?mô você tem cerveja em casa vamos beber a saideira lá? sabia que não iria prestar mais rsrsrs, então fomos entramos na casa brincando e rindo muito como eu estava só sem meus pais em casa ficamos na sala mesmo e ao chegarmos Alex foi pegar a primeira, ficamos papeando assuntos diversos e Beatriz mexia com eles ao levantar, ao sentar, sempre fazia movimentos sensuais e o clima foi esquentando muito até que alguém teve a ideia de dançar e ao rolar a primeira lenta Alex a abraçou e começou a dançar agarradinho dando leves beijos no pescoço e orelha, antes de acabar a musica Rafa pleiteou a vez e ao puxar sua cintura de contra seu corpo levantou a mão puxando seu cabelo forçando sua cabeça para trás e lhe deu um beijo espetacular daqueles de deixar sem folego, ela mexia tentando sair mais ele não deixava já levantando sua saia nisso fiz sinal para Alex se aproximar e ele já chegou beijando sua nuca a apertando seus seios ela começou a rebolar sendo ensanduichada por eles ora beijando um ora outro e quando ela fez menção de parar Rafa a segurou forte dando um tapa dizendo ?não minha cachorra? aquilo desabou ela de vez que se ajoelhou e começou a chupar os dois eu me aproximei e puxei seu top desnudando seus seios ela revezava nas nossas rolas ganhando tapas no rosto que a levavam ao delírio a deitei na mesinha de centro e comecei a chupar sua buceta enquanto um chupava seus seios e outro lhe dava de mamar uma rola, ficamos revezando assim um bom tempo levando ela a dois orgasmos que a enlouqueceram Rafa a puxou pro sofá e a pôs a cavalgar nele enquanto ela chupava Alex e eu, ficamos ou três revezando nela até que não resistir e enchi seu útero de porra quente fazendo ela ter outro orgasmo aquilo atiçou os dois fazendo Rafa a colocar de quatro e meter fundo e forte enquanto ele bombava forte dava vários tapas na sua bunda ela gemia e gritava muito enquanto eu a beijava e dava tapas no seu rosto chamando-a de cachorra de gostosa e etc…, Rafa acabou gozando também dentro dela seguido de Alex que a colocou deitada num papai mamãe e também gozou dentro só que junto dela que chegava ao quarto orgasmo porem este foi muito forte e ela ficou quase desfalecida por uns bons minutos gemendo e se tocando de leve enquanto a porra dos três saia de dentro dela, a cena era linda ela rebolava e gemia em cima da mesa enquanto se tocava e escorria porra de três de dentro dela, ficamos admirando e levamos ela para o banheiro lavamos e ensaboamos ela a base de pica embaixo do chuveiro e ao irmos para o quarto outra seção de sexo só que desta vez depois de muita penetração que a levou a outros dois orgasmos gozamos os três quase ao mesmo tempo no rosto e nos seios dela, ficamos agarradinhos falando sacanagens para ela comentando o quanto era gostoso o sexo com ela e tal chamando-a de cachorrinha gostosa e quando fui na cozinha pegar agua ao voltar vi os três agarrados deitados para dormir, acabei ficando de fora dormindo no pé da cama, na madrugada comeram ela de novo e era sempre um sexo muito forte, passamos a nos encontrar com frequência porem quase nunca tínhamos oportunidades de rolar algo ate o verão rolou duas vezes uma com Rafa e uma com os dois ate que um dia vacilei e nos separamos, foi nossa primeira separação e a trai e ela descobriu nós éramos noivos neste dia ela transou com os dois que ainda não sabiam da nossa separação eu não participei, ficamos um ano separados até que voltamos, eu já tinha 21 anos ela 19 e nossa volta foi muito intensa fazíamos sexo quase todos os dias soube que ela teve um namorado fixo e dois casos neste ano resolvemos voltar ao nosso noivado e ia tudo normal porem não tocávamos no assunto fantasias neste inicio, ao encontrar com Alex ele ficou me chamando para beber e tal que estava com saudades na verdade ele queria era uma oportunidade mais acabou não rolando nada eu queria apimentar as coisas então como se aproximava do carnaval a convidei para um baile muito famoso no Rio o baile do vermelho e preto e ela topou, alguns fatos eu vi outros ela me contou mais narrarei então o ocorrido no baile primeiramente ela que estava linda, ela colocou um top preto apertadinho sem shoutian e uma saída de praia toda furada dessas que se usa por cima do biquíni na praia e uma calcinha vermelha, ou seja estava completamente a vista a sua calcinha com a saída de praia um tesão mesmo, entramos no baile estava cheio começamos a andar dançar bebemos uma, duas mais derrepente o baile lotou, simplesmente ficou lotado as pessoas apertadas na pista era inevitável o contato físico e ela estava sendo bolinada por varias mãos, paramos numa mesa e eu a beijei quando desci minha mão tinha umas três ou quatro mãos nela uma loucura acabamos por sair dali de inicio ela na frente comigo a abraçando por trás porem ela era tocada nos seios resolvemos inverter ela atrás de mim e não adiantou nada na verdade piorou porque além de ser extremamente bolinada no bumbum em dado momento ela se soltou de mim e em meio ao salão lotado em segundos ela estava cercada por uns 8 caras a alisando e tocando todo seu corpo, mãos na buceta seios bunda e ela adorava dava para ver na cara dela me lembrava muito dos filmes que víamos levei uns 3 ou 4 minutos para tirar ela de lá conseguimos sair da pista fomos ao bar, bebemos uma 4 latinhas e ela quis ir ao banheiro fomos porem eram em áreas separadas pedi para ela me esperar na porta e entrei quando sai não a vi olhei comecei a procurar e ela estava na pista dançando e em segundos outro grupo se formou em torno dela, eram mãos em todos os cantos dela uma loucura foi difícil tirar ela de lá voltamos ao bar e após outras latinhas ela quis dançar de novo fomos porem de proposito fui atrás dela já estava mais solto e no meio do salão a soltei como que a perdendo e não deu outra foram segundos para outro grupo rodear ela eram seis homens ela dançava e rebolava ao ritmo das marchinhas e eles passavam as mãos nela estávamos ao lado do palco num canto bem escuro derrepente um a abraçou por trás com uma mão na barriga e a outra desceu levantando sua saída e expondo sua calcinha alisando por cima enquanto outro jogou cerveja em seus seios lhe beijou a boca enquanto outro desnudou um dos seios e começou a chupar o que agarrava por trás enviou a mão por dentro da calcinha e começou a fuder ela com os dedos num vai e vem frenético ela rebolava e mexia gostoso porem as mãos começaram a exagerar nos toques e caricias ela tentou sair mais eles a seguraram pelas pernas, cada um ergueu uma de suas pernas enquanto o de trás a segurava o tórax levantando ela na altura do peito deles ela estava completamente exposta eram dedos bocas e mãos em todos os seus buracos e seios não tinha como saber se ela queria sair dali ou se estava gozando de tanto que rebolava e mexia sendo erguida por eles levei uns 5 minutos para tirar ela dali e ainda não tinha conseguido quando um segurança se aproximou e consegui puxar ela fomos em direção ao estacionamento num terreno ao lado do baile ela estava em extasse e ao encostar no carro ela me agarrou e começamos a nos beijar só que três deles haviam nos seguido e quando a virei de frente os três sem mais nem menos já começaram a beijar ela toda estávamos no meio do estacionamento num amasso espetacular com três desconhecidos um deles a jogou no capô eu comecei a chupar seus seios enquanto um penetrou nela forte enquanto os outros alisavam e beijavam seu corpo suado dois deles eram muito dotados e faziam ela gemer alto quando penetravam em sua buceta encharcada ela gemia e gozou duas vezes os quatro gozaram em sua barriga e seios quando eles se afastaram a coloquei no carro e sai era uma cena linda ela deitada no banco gemendo e toda melada de porra foi uma loucura fomos para um motel aonde ainda trepamos de novo de forma intensa e gozei na sua boca deliciosa, dormimos abraçadinho uma delicia, alguns dias depois descobrimos que estávamos grávidos e de um mês já, nossa vida mudou drasticamente casamos ela ainda fazia faculdade eu trabalhava mais não ganhava bem enfim, casamos passamos varias dificuldades e durante a gestação e inicio de vida de nosso filho as fantasias simplesmente nos abandonaram rsrsrs não tínhamos clima nem condições de pensar em nada ela se formou professora antes de prestar concurso ela ganhava mal e trabalhava muito eu idem enfim, só veio a rolar após alguns anos, nosso filho já iria fazer 8 anos quando aconteceu de novo que narro a partir do próximo os ocorridos até os dias atuais.

Contos relacionados

Travesti, Minha Esposa E Eu

Minha esposa trabalha como manicure. Tá sempre trabalhando no salão ou atendendo nas residências. Faz tempo que trabalha num salão perto de casa, trabalha sempre nos finais de semana até tarde, como a rua e meio escura, sempre vou buscá-la pra tentar...

A Minha Primeira Vez Com O Meilu Irmao

Ola eu me chamo patricia e vou contar como bati uma clm o meu mano. Os nossos pais quase nunca estavam em casa. Então um dia eu tava tomando banho. E derreçente ouvi um barulho da porta a abrir. Era o meu mano. Tava me olhando e a puxar o culhao dele para...

Dando Para O Ex Na Porta Do Atual Ficante

Em quase dois anos de namoro, criamos material para vários contos, mas foi após o término que tivemos esta noite gostosa e louca. Havíamos nos afastado há algumas semanas mas basta estar perto que vem aquele tesão e não resistimos.  Era...

Minha Primeira Vez Com Prazer

Minha primeira vez com prazer Meu nome é Rebeca, tenho a pele morena, cabelos lisos castanhos, peitos medianos, e uma bela bunda. Tinha começado a namorar Luiz há uns 3 meses. No começo ele era todo 'santinho', disfarçava e tentava passar a...

Dei O Cú Gostoso Pro Meu Cunhado

Dei o cú gostoso pro meu cunhado Meu nome é Luciana, sou loira, olhos verdes, 1,70 de altura, cintura fina, seios fartos, bumbum arrebitado, coxas grossas, 57kg. Meu namorado, Jorge, tem 22 anos, moreno, 1,75 da altura, abdomem definido, bumbum...

Frenesi Ao Ar Livre

Frenesi ao Ar Livre       Domingo ensolarado, um dia aparentemente bom, neste dia tinha marcado de sair com a minha namorada para um passeio descontraído para conversar sobre o nosso relacionamento e o nosso futuro. Nós nos...


Online porn video at mobile phone


contos eroticos contados por mulherescontos eroticos mae e filhocontos eroticos de incestoscontos erotic oscontos de incestconto erotico dentistacontos eroticos de virgenscontos eróticos de cornoseduzindo a vizinhacontos punhetacontos eroticos encoxadacontos eroticos reaiscontos eroticos melhoresconto exibicionismorelatos incestosconto porno maes 2017contos eroticos com pai e filhacontos eroticos cornoconto erotico comi minha filhacontos eoritcoscontos de sexo em familiacontos de sexo com a sogracontos eroticos de fantasiascontos eroticos de cornocontos eróticos amadorcontos tiacontos eroticos sexo no onibuscontos eroticos da infanciacontosroticosconto erotico enfermeiraconto erótico realcontos eróticos sadocontos eroticos por mulherescontos eroticos 3conto eroticoadepoimentos eroticoscontos eroticodcontos eróticos lésbicoscontos eroticos encoxadacontos eróticos incestuososcontos eroticos onibus lotadomelhor conto eroticocontos eroticos minha namoradamelhor site de contos eroticoscontos eroticozconto eroticos reaisconto erotico abusadacontos eroticos enfermeiracontos negaocontos eroticos com pai e filhacontos eróticos cornoos melhores contos eróticoscontosonlineconto erotico recenteconto erotico comi minha irmaconto erotico comi minha irmacontos eróticos de tiacontos eroticos de pai e filhacontos eroticos proibidossadomasoquismo contoscontos eroticos entre familiacontos eroticos on linecontos erotivcoscontos erotigoscontos de menagecontos erotivoscontos eróticos casadasogra contocontos eroticos sadomasoquismocontos eroticos sobrinhascontos sexoconto erotico minha maecontos de sexo pai e filhaporno incesto brasileirocontos eróticos com paicontos eroticozcontos eróticoslésbicascontos eróticos familiawww.contoseroticoscontos etoticos incestocontos erotico maeconto erótico 2019contos eróticos sobrinha