Dei O Cú Gostoso Pro Meu Cunhado

Dei o cú gostoso pro meu cunhado

Meu nome é Luciana, sou loira, olhos verdes, 1,70 de altura, cintura fina, seios fartos, bumbum arrebitado, coxas grossas, 57kg. Meu namorado, Jorge, tem 22 anos, moreno, 1,75 da altura, abdomem definido, bumbum grande e coxas e braços fortes. Domingo passado teve u churrasco na casa dos pais dele, nós fomos pra lá por volta das 10h da manhã, pra ajudar a mãe dele a arrumar as coisas, como tinha pouco refrigerante, meu namorado foi compra mais, como estava todo mundo muito atarefado meu namorado pediu pra eu ficar em casa olhando a sobrinha dele que tem 8 anos, e é uma peste, e só pára quieta com o Jorge ou comigo. O meu cunhado Francisco, 25 anos, moreno claro, olhos verdes, 1,95 da altura, abdomem definido, bumbum grande, braços fortes e coxa grossa, me chamou e me pediu um favor: – Luciana, vc sobe no meu ombro pra trocar a lâmpada por favor?, eu fiquei sem jeito de negar, porque todos sempre forão tão gentis comigo, então eu subi e troquei a lâmpada, na hora de descer, invés dele abaixar pra eu descer, ele puxou uma das minhas pernas, fazendo eu descer enroscando no corpo másculo dele, eu fiquei sem graça, ele olhou pra mim rindo, eu saí e fui para o quintal esperar meu namorado chegar, minha sogra me chamou ne cozinha e pediu pra eu lavar a louça, ela saiu da cozinha e foi arrumar as coisas no quintal, o Francisco chegou por trás de mim e ficou me alisando, alisando a minha bunda, eu me assustei e virei de frente pra ele e disse: – Oq vc está fazendo?, ele respondeu: – Deixa eu me diverir um pouquinho, continua lavando a louça de costas pra mim, não vai passar disso eu prometo. Eu estava adorando aquelas mãos me alisando toda, mas eu fiquei com medo de alguém nos ver e disse a ele: – Alguém pode ver a gente aqui. Ele me virou de costas pra ele e segurou meus seios, eu empurrei o bumbum pra trás pra encostar bem firme no pau dele, por cima da calça, ele sussurrou no meu ouvido: Te ligo de noite. Eu fiquei em êxtase, ansiosa pra chegar a noite, terminei de lavar a louça e fui pro quintal, e fiquei sentada numa cadeira esperado o meu namorado chegar e ouvindo a peste da sobrina dele falar asneira. Eu estava louca pra chegar a noite e o tempo parece que não passava, quando finalmente chegou 20h, quase todo mundo já tinha ido embora, eu e meu namorado nos despedimos de todo mundo, ele me deixou em casa e foi pra casa dele. Eu moro sozinha, tomei um banho, coloquei uma cinta liga preta e liguei pro Francisco, ele atendeu, eu disse: – Oi gostoso. Ele disse: Oi gostosa, vai ser no motel que tem ali no centro, encontra comigo na lanchonete que tem do lado ás 22h, thau. E desligou na minha cara, eu amei ele ter feito isso, adoro estar submissa, olhei pro relógio e era 21h e 30min, coloquei um vestido preto por cima e fui, chegando na lanchonete ele já estava lá, então saímos de lá direto pro motel, quando finalmente chegamos no quarto do motel, ele me deu um beijo de tirar o fôlego, tirou meu vestido e nem se importou com oq eu usava em baixo, tirou tudo, me empurrou com força na cama e tirou a roupa também, começou a chupar meus seios, me tirando gemidinhos, depois chupou minha buceta, chupando meu grelinho e enfiando a língua lá dentro ás vezes, gozei muito na boca dele, depois ele sentou na beira da cama e me botou de joelhos na frente dele, eu peguei a pica de 26cm de comprimento e 8cm de expessura e comecei a chupar, ele mandava eu fazer do jeito que ele gosta, mandando eu chupar só a cabecinha, engolir a pica dele, ou pelo menos tentar, e eu obedecia direitinho, ele gozou litros na minha boca, e eu engoli um pouco, ele me botou de quatro e começou a meter na minha buceta, ai que delícia, e eu pedia: – Me arromba… isso me come gostoso… mete essa pica gostosa no meu últero… me fode… eu quero ficar larga de tanto ser fodida por vc. Ele dizia: – Toma vagabunda… toma-lhe pica… eu vou te deixar se poder andar… que buceta gostosa de comer… eu vou te comer todo dia sua puta… rebola na minha vara. E eu rebolava, até que gozamos juntos, descansamos uns 5 minutos e fomos tomar banho, no banho ele mandou eu chupar ele, oq fiz com muito prazer, quando a pica dele estava dura novamente, ele me botou apoiada na parede enfiou só a cabecinha na minha buceta e disse: – Vc quer?. Eu respondi: – Quero e muito. Ele disse: – Então pede, agora é assim, se quiser pede. Eu pedi: – Mete gostoso nessa sua vadia arrombada vai, eu quero até o talo. E ele metia gostoso, ficamos assim uns 20min e fomos pra cama, na cama ele disse: – Pra terminar a noite com chave de ouro eu vou comer seu cuzinho. Eu disse que não, mas ele insistiu tanto, dise que ia ser carinhoso, e eu acabei sedendo meu cuzinho virgem pra ele, eu fiquei de quatro, ele passou vaselina o meu cú e na pica dele e foi enfiando devagar, estava doendo muito e eu disse que desisti, que não queria mais dar o cú pra ele, e tentei sair, mas ele me segurou pelo quadril e enfiou tudo de um vez só, eu quase desmaiei de dor, e parou com o pau dentro e eu me acostumei. Eu disse: – Poxinha vc foi mau comigo, doeu muito. E ele disse: – Vc vai ver o mau agora. E começou a meter com força e metia tudo e tirava tudo, enquanto isso eu me masturbava, ele gozou dentro do meu cuzinho me preenchendo de porra e eu gozei no meu dedo. Ele disse: – Fala com aquela vozinha de novo fala. Eu disse: – Me come com violência de novo que eu falo. Quando eu disse isso o piru dele endureceu na hora e ele me comeu como um selvagem, eu ainda de quatro, ele segurou meu cabelo e meteu firme e me deu tapas fortes na bunda que deixou marcado, e mais uma vez gozamos como loucos, e eu disse a ele: esse cú é só seu. Ele disse: fala comigo com aquela voz que só vc sabe fazer. E eu disse: Vc foi malvado comigo. Nós dormimos e de manhã fomos embora e marcamos outro dia para repetimos a dose.

Contos relacionados

Suruba Inesperada

Suruba inesperada Ontem estava intediada o dia todo e resolvi sair de casa de ultima hora para me distrair um pouco. Combinei com uma amiga, um amigo e com um casal de amigos meus apenas para jantarmos em algum lugar e voltar cedo pra casa, pois...

Conheci No Trânsito

Conheci no trânsito Os nomes são fictícios, pois os personagens são casados. Chamo-me Raul, moreno claro, 1,79, 82 kgs, extremamente simpático, e com uma rola normal (15 cms). Ela ROSA, loira, 1,65, 60 kgs,37 anos pele aveludada e dona de um...

A Amiga Do ônibus

Olá a todos e principalmente a todas, venho aqui relatar meu conto com intuito de provocar e atrair essas coisinhas maravilhosas que são vocês mulheres e homenagear a minha amiga Ângela (Saudades). Sou louco por sexo, adoro o tesão que o sexo casual...

O Cadeirante E A Loira Casada

Quando eu olhava um cadeirante a primeira questão que vinha a minha cabeça era : cadeirante sente prazer? Principalmente quando sofre uma lesão medular e a impressão que se tem é que a vida sexual acaba depois de uma lesão na coluna. Afinal perdem-se os...

Meu Capacho Gostoso!

Meu capacho gostoso! ola! vou contar o que aconteceu comigo a alguns meses atrás. Moro em um condomínio pequeno, não costumo ver os meu vizinhos.Sou uma moça de 22 anos, 1,70 de altura, cabelos cumpridos até abaixo do ombro,...

Monica Cadela 1

Monica cadela 1 Meu nome é Monica, tenho 33 anos, tenho 1,63 de altura e peso 59kg. Tenho uma bunda gostosa, peitos não muito grandes mas fartos. Sou CASADA a 10 anos com um cara boa pinta, executivo , alto e com um pau bem gostoso e grosso. Desde...


Online porn video at mobile phone


contos eroticos sobrinhasconto erotico padrecontos eróticos comi minha irmãporno contoscontos eroticos com a irmacontos eróticos pesadosconto heroticocontos eróticos 2019conto erotico titiocontos eróticos praiacontos eroticos com enteadascontos eróticos teenscontos encoxadacontos pornoscasa dos contos erocontos eroticos familiacontos eroticos por mulherescasa dos contos erotivoscontos eroticos masturbaçaocontos eroticos na escolacontos analdando pro meu cunhadocontos de mulher casadacontos eroticos de irmaoacervodecontoscontos eróticos negaocontos eroticos proibidocontos eroticos fetichescontos erótico incestohistória eróticosseduzindo a vizinhadeu pro cunhadocontos erotivcoscontos e relatos eróticosconto erotico comi minha filhacontos eroticos sobrinhascasados contos eróticosconto erotico enfermeiraconto vizinhacontosberoticoscontos eroticos putascontos reais eroticoscontos eroticodscontos eroticos cornocontos eroticos reais incestocontos erotucosconto erotico em familiacontos eroticos sadomasoquistasa casa dos contos eroticosconto erotico de padrastoencoxada metrocontos insestocontos eróticos proibidoscontos eróticos com paicontos virgemcontos eróticos encoxadasconto erotico orgiacontos eroticos bizarrocontos encoxadacontos sobre incestocontos eroticos virgindadecontos eroticos tiacontos eroticos japonesacontos eroticos amigascontos eroticosincestocontoseróticosincestocontos eroticos sexo no onibusconto erotico masturbacaoconto comendo a vizinhacontos eroticos sem viruscontos eroticos metroconto erotico massagemconto erotico dentistarelatos eroticos veridicoscontos eroticos verídicosconto erotico recentecasa de contos eróticoscontos eroticos dotadoscontos eróticos papaiontos erotioscontos eroticos bizarrocontos de sexo em familiacontos erotic osdei o cu e gosteihistoria de sexo lesbicosite contos eroticosconto erotico irmãocontosfetichescontos scatcontos eroticos menage femininocontos eroticos maescontos de sexo lesbicasdei meu cucontos eróticos lesbicasconto erotico massagemcontos eroticos pra gozarcontos eróticos insetosirma contos eroticosmeus fetiches contoscontos eroti