Rainha Dos Caminhoneiros

Vou usar o nome Lu, tenho 32 anos, casada há 9, morena clara, cabelos nos ombros , castanhos, olhos idem.Meço 1,62, 57 kg, bem proporcionada.O acontecimento que narro agora aconteceu há um pouco mais de 2 anos.

Trabalho numa empresa que assessora outras na parte de marketing.Uma empresa que trabalha com caminhoneiros contratou a empresa que trabalho para organizar um evento, e dessa vez ficou sob minha responsabilidade.

Logo de manhã me vesti com um jeans bem justo, camiseta branca por baixo de uma camisa xadrez amarrada na cintura e botas de cano longo.Para completar o look resolvi por um chapéu.

Apesar de achar que o visual cowgirl não combinava muito fui para o evento.

Lá chegando comecei a comandar o evento para que tudo saísse perfeito.Logo já haviam muitos por lá, garantia de um evento bem animado.Assumi também o cargo de mestre de cerimonia e comandei a festa, logo me tornando bem popular entre os caminhoneiros.

O tempo foi passando, o calor aumentando, eu já tirei a camisa ficando só com a camiseta, que era bem justa, com isso acabei atraindo olhares.

Após o almoço, fiquei junto a grupo, onde eu era a única mulher, e de brincadeira me elegeram a Rainha dos Caminhoneiros, e em meio a muitas brincadeiras e algumas cantadas , que levei na brincadeira, notei Ronny. Jovem, moreno, 22 anos, corpo bem definido, um olhar sério, e que me olhava direto nos olhos.Ele olhava pra mim e algo acontecia que não sabia definir bem o que era.Começamos a conversar um pouco.Descobri que ele era de Palmas, tinha namorada e já trabalhava com caminhão há 3 anos.Enquanto a conversa rolava surgiu um assunto , bem machista, que mulher não sabia dirigir caminhão.Eu contestei e não demorou fui desafiada a provar.Eu disse que era só me emprestarem um caminhão que eu mostraria. Ronny não perdeu tempo e me ofereceu o dele, eu aceitei em meio a gritos e assobios.

Subimos no caminhão, me sentei ao volante e ele foi dando as dicas de como dirigir.Depois de algumas barbeiragens peguei o jeito e fomos para a rodovia, onde foi mais fácil dirigir.

Conversávamos animadamente, procurando saber o máximo um sobre o outro.Depois de um tempo ele disse que era hora de voltarmos.Falou para eu entrar numa estradinha , que tinha uma área de descanso onde eu poderia manobrar o caminhão.Após deixar o caminhão na posição certa , falei pra ele voltar dirigindo. Quando fomos trocar de lugar , não descemos, então foi inevitável que nos tocássemos e ficássemos praticamente colados.Nesse instante parece que o mundo para, e quando percebi já estava rolando o maior beijo.Ele sem perder tempo  começou a me explorar com as mãos.Eu sem resistir procurei o pau dele por sobre a calça.Senti que já estava bem duro.

Rapidamente ele tirou minha camiseta e começou a beijar e lamber meus seios, me excitando mais ainda.Mais um pouco ele me deixou só de calcinha, e ele sem nada ajoelhou sobre mim e ofereceu aquela rola grande grossa me mandando chupar bem gostoso.Sem esperar coloquei a cabeça na boca  e lambi e chupei com muita vontade.Nunca tinha chupado um pau tão delicioso como aquele.Depois de chupar bastante, passamos para trás dos bancos, onde tinha um colchão.Me deitei , e ele puxou minha calcinha e caiu de boca e língua na minha buceta, que a esta altura estava encharcada.Me chupou divinamente, e logo explodi num gozo alucinante.

Sem me dar tempo para recuperar, abriu minhas pernas e meteu a rola sem dó, metendo tudo, até as bolas baterem na minha bunda.Começou um vai e vem frenético, me beijando e me arrancando gemidos, que há muito tempo eu não fazia.Ele acelerou as penetrações, e logo gozamos praticamente juntos.Ele ficou um tempo dentro de mim, e eu ofegante debaixo dele, pensando “meu Deus, quanto tempo não sou tão bem comida assim?”.

Ele saiu de dentro de mim e logo escorreu uma quantidade de esperma pelas minhas pernas como eu nunca tinha visto.Coloquei a cabeça no peito dele e disse que a gente tinha que voltar.Ele respondeu que daqui a pouco a gente voltava.

Ficamos conversando um pouco e logo ele puxou minha cabeça até  a rola dele, que já tava meio dura de novo.Comecei a chupar aquele pau todo melado de gozo, sentindo ele crescer e endurecer dentro da minha boca.Nunca tinha chupado uma delicia como aquela rola.

Dessa vez ele me pôs de 4 e me fez rebolar no pau dele até a gente gozar de novo.

Me limpei como deu , dentro da boleia e , infelizmente a gente tinha que voltar.

Me jogou um chiclete e disse que era pra tirar o gosto de caralho da boca.

Quando voltamos, aconteceram as brincadeiras de praxe, mas ele gentilmente disse que eu dirigia muito bem e tinha ganho a aposta.

No final do evento, trocamos telefones, e 4 meses depois nos encontramos, e , desde então somos amantes, mas isso já é outra história.

Depois eu conto.

Beijos a todos.

Contos relacionados

Sem Explicações

Sempre tivemos total privacidade desde que nos casamos, apesar de morarmos juntos com a família dela, seus pais e o irmão jamais entraram no nosso quarto sem que fossem convidados, mas um dia quando eu cheguei do trabalho vi o seu irmão saindo do nosso...

Uma Gostosa Amizade

Uma Gostosa amizade Olá me chamo Marion, sou morena e um corpo bem distribuído para meus 1,80 de altura, trabalho num banco já algum tempo e por isso tenho muitos amigos, entre homens e mulheres, mesmo assim prefiro ser amiga de homens, pois tem...

A Faxineira

Sair do seio da família foi uma escolha difícil, mas a faculdade da minha cidade não ministrava o curso que eu desejava. Tive que aprender a me virar sozinho, mas para quem vive na grande São Paulo a praticidade de um telefone trás a mão quase todos os...

Enganado As Primas

Olá pessoal! Sou um rapaz muito reservado, porém tem tido muitas aventuras com diversas primas. Hoje, vou contar uma delas com duas primas..... Tudo começou quando uma das minhas primas, gostosa por sinal, estava com uma coceira na costa....

Era Pra Ser Castigo, Mas Eu Gostei

Olá a todos, eu venho contar com muito prazer, uma experiencia que vivi recentemente a alguns dias e que mudou a minha vida. Me chamo Carlos, tenho 43 anos, sou funcionério Público federal a 22 anos, sou casado a 14 anos com minha esposa que se chama...

Encoxada

Encoxada Final do dia, todos se aboletavam na estação aguardando o trem sair, a composição já estava lotada quando os alto falantes anunciaram que por problemas mecânico aquele trem não seguiria viagem e foi um corre, corre para entrar na...


Online porn video at mobile phone


contos eoritcoscontos eroticos verdadeirodei meu cuc0ntos eroticoscontos eroticos entre familiacontos eroticos melhor amigocontos de sexo com a sogracontos eroticos de abusocontos de incesto maecontos menage femininocontos eróticos cornoconto erotico orgiaconto erotico de incestohistórias heroticasirma contos eroticoscontos de ninfetascontos erotico tiaconto erotico com negaoconto erotico priminhasuruba contocontos eroticos com virgensconto erotico metrocontos eroticos casadascontos:eróticoscontos eróticos reaiscontos erotic oscontos eroicoscontosfetichescontos eróticos realcontos eróticos sobrinhacontos eroticos veridicoscontos eroticos comendo a vizinhacontos eróticos pesadoscontos bondagecontos eroticos pequenoscontos de sadomasoquismoconto erotico sadocontos pornotia contoscontos erotico cunhadacontos eróticos sadocontos de sexo grupalcontos de incesto entre irmãoscontos eroticos pai comendo filhacontos virgemcontos eroticos mais lidosconto erotico irmasiririca no onibuscontos eroticos de mulher casadacontos eroticos sobrinhacontos eróticacontos eroticos no onibuscontos eroticos viagemcontos eróticos encoxadascontos incesto realcontos eróticos proibidocontos eróticos amadorcontos eróticos de masturbaçãocontos sexualcontos etoticos incestocontos eroticos de negrassites de contos eroticoscontos eroticos hospitalcontos scatcasa dos contos pornoconto exibicionismocontos de sexo brutalcontos eróticos femininocontos eroticos mãe e filhoconto erotico padresexo em familia contoscontos eroticos irmascontos de incestoscontos eroticos animadoscontos eroticos mãe e filhoconto erótico 2018contos masturbaçãocontos erotismo